Fafe.com

Meps

Fafe.com

Fafe.com

Em Destaque

Directório de Empresas


  • Alimentação e Bebidas
    Cafés, Restaurantes, Bares...


  • Automóveis, Motos, etc.
    Escolas de Condução, Oficinas...


  • Casa e Lar
    Mobiliário, Lavandarias...


  • Cultura e Lazer
    Cinema e Teatro, Discotecas...


  • Empresas e Serviços
    Contabilidade, Imobiliárias...


  • Espaços Comerciais
    Comércio, Supermercados...


  • Saúde
    Farmácias, Clínicas...


  • Utilidade Pública
    Segurança, Administração...

Farmácia de Serviço

Farmácia Moura
Farmacia
Próximos Dias

Contactos Úteis

C.M. Fafe:253 700 400
J.F. Fafe:253 495 134
G.N.R.:253 490 890
Hospital:
253 540 330
Centro Saúde:
253 490 580
Indáqua:
253 700 020
EDP:
808 505 505

Ver mais...

História de Fafe

Fafe é uma das cidades da província do Minho, do distrito de Braga e situa-se a 32 Km a Este da Capital de Distrito, onde possui uma área de 216,72 Km2 aproximadamente, de que fazem parte 36 freguesias, às quais se encontram circundadas pelos concelhos de Cabeceiras e Celorico de Basto, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Felgueiras  e Vieira do Minho.

Fafe é uma jovem cidade do Minho, mas com origens antigas. Por aqui andaram povos como os Lusitanos e os Romanos que deixaram marcas consideráveis, hoje pontos atractivos aos visitantes.

Fafe é uma terra, pequena, mas com valor, pois possui inúmeros monumentos e agradáveis espaços verdes.

Fafe é também conhecida pelo lema “Com Fafe ninguém fanfe”, lema esse que apareceu quando, há muitos anos atrás, se fez justiça a favor do Visconde Moreira de Rei. Nesse tempo, como agora, o lema provoca um sorriso de simpatia por todos os fafenses. Talvez por isso e por ser uma pequena cidade que tão bem acolhe os visitantes, Fafe foi e ainda é considerada a SALA DE VISITAS DO MINHO.

Fafe é uma cidade recente, mas que, como povoação, existe desde o Séc. XIII, sendo apenas uma freguesia do concelho de Montelongo. Esta freguesia desde muito cedo, iniciou o seu desenvolvimento. Assim em 1836 torna-se sede de concelho e quatro anos mais tarde sobe à categoria de Vila, tomando para designação o nome Fafe. Este Topónimo surge como que por homenagem às duas famílias mais poderosas da região ( Egas Fafe e Dom Fafes Serafins).

Durante o século seguinte a sua população aumentou. Torna-se uma Vila que vive à base da indústria têxtil, da agricultura e dos serviços. Em 1980 já tinha 48.000 habitantes, 36 freguesias e era uma Vila bastante desenvolvida. Passando então, por mérito próprio à categoria de Cidade.

Fafe é agora uma terra relativamente desenvolvida, mas que tem na memória o seu passado e as suas origens.

Adaptado de: http://www.eb1-sede-2.rcts.pt/index.htm